Loading...

terça-feira, 18 de maio de 2010

Qual é o futuro da juventude de hoje?

“Lembra-te, pois, do teu grandioso Criador nos dias da tua idade viril. — Ecl. 12:1.

A JUVENTUDE de hoje nasceu no período mais violento da história humana. Este começou com a primeira guerra mundial do homem, em 1914, holocausto que extinguiu a vida de mais de 13 milhões de pessoas, militares e civis. O horrível derramamento de sangue e a bruta violência daquela guerra pareciam abrir a porta para atos ainda mais chocantes da desumanidade do homem para com o homem.

 Em menos de vinte anos após o término da Primeira Guerra Mundial, já se estabeleceram na Alemanha nazista cruéis campos de concentração em que se assassinaram sistematicamente milhões de presos. Depois irrompeu a Segunda Guerra Mundial, com violência e impiedade ainda maiores do que na Primeira Guerra Mundial, tirando a vida a 22 milhões de pessoas. A esta seguiram-se guerras menores, irrompendo periodicamente como erupções vulcânicas.

 A desumanidade demonstrada pelos homens para com o seu próximo parece ter causado um permanente efeito prejudicial nos adultos e nos jovens nascidos neste período violento. O respeito pela vida humana, a lei, a ordem e a boa moral caiu vertiginosamente. Agora não é nada incomum que jovens delinqüentes se empenhem em atos desarrazoados de destruição e anarquia. Não é incomum observar entre eles, de ano em ano, um constante aumento de assassinatos, agressões, estupros, roubos e outros crimes. Aumentam também os distúrbios que em muitos países transformam as cidades quase que em campos de batalha. Observamos o que se predisse há muito tempo na Bíblia: “Os homens iníquos e os impostores passarão de mal a pior.” — 2 Tim. 3:13.

 Em vista desta tendência, o coração de muitos teme o futuro. Não podem ver nenhuma diminuição no aumento da violência e do que é contra a lei. Apercebem-se também vivamente da constante ameaça duma catastrófica guerra nuclear, mundial. Como predito, estão “ficando desalentados de temor e na expectativa das coisas que vêm sobre a terra habitada”. — Luc. 21:26.

 Portanto, qual será o futuro da juventude de hoje? Será a morte violenta ou a mutilação física numa das muitas guerras que continuam a irromper? Será uma existência incerta e temível num sistema de coisas violento, em que a lei e a ordem entraram em colapso completo? Será o aniquilamento numa guerra nuclear, global, que no cálculo de alguns tiraria a vida a centenas de milhões de pessoas? Ou será um futuro pacífico e seguro, num sistema de coisas mundial melhor do que o que temos hoje?

 O homem não pode prever o futuro, mas o seu Criador pode. Por prestarem bem atenção ao que ele diz, os jovens podem aprender como é possível terem um futuro seguro e pacífico, um futuro que é muito superior a tudo o que já imaginaram. Mas, antes de considerarmos isso, vejamos o propósito de nosso Criador, Deus, para com o atual mundo violento da humanidade pecaminosa. O futuro dele será também o futuro de muitíssimos dos jovens de hoje.

Nenhum comentário: